Esclarece as tuas dúvidas!

 

Se ainda não tem instrumento e pretende adquirir um, recomendamos que antes peça uma opinião junto do professor responsável.

O currículo de Piano encontra-se adaptado a diversas faixas etárias.

Se vai aprender piano pela primeira vez, deverá escolher uma das seguintes turmas, em função da idade:

  • 5 a 11 anos: Nível de Iniciação (Infantil)
  • 11 a 17 anos: Nível 1 Condensado (Júnior)
  • 18 ou mais anos: Nível 1 Adultos

Se já aprendeu piano antes, estas turmas poderão não ser a melhor opção para si, pelo que deverá contactar a Escola para falar com um professor da disciplina.

A aquisição dos manuais pode ser feita através da Escola bastando para isso enviar um email para escola@musicabarcarena.pt. O valor dos manuais será cobrado na mensalidade seguinte à data da encomenda. De acordo com o distribuidor, o prazo de entrega varia entre 2 a 3 semanas.
Se pretender adquirir pelos próprios meios, a editora FABER é distribuída em Portugal pela Intermúsica - Representações Musicais e Artisticas. Pode também encomendar através da Internet consultando sítios especializados na venda de livros. Para evitar erros na encomenda, recomendamos sempre a pesquisa pelo ISBN.

Na sala de aula, cada aluno tem ao seu dispor um teclado YAMAHA Piaggero NP-11. Os teclados digitais permitem que o som possa ser ouvido apenas através de auscultadores. Assim, nos momentos em que um professor está a ouvir um aluno individualmente, os restantes alunos podem treinar um pouco mais ou aproveitar para aquecer os dedos.

Embora o mais importante seja a qualidade do tempo dispendido, deixamos a título indicativo tempos de treino recomendados para quem está a aprender piano.

  • Iniciação: 15 minutos, 5 vezes por semana;
  • Nível 1: 20 minutos, 5 vezes por semana;
  • Nível 2A/B: 25 minutos, 5 vezes por semana;
  • Nível 3A/B: 30 minutos, 5 vezes por semana;
  • Nível 4: 35 minutos, 5 ou mais vezes por semana;
  • Nível 5: 40 minutos, 5 ou mais vezes por semana;

A Escola de Música de Barcarena, enquanto valência do Centro Social e Paroquial de Barcarena, não recebe qualquer subsídio externo para apoio à sua actividade de ensino da música contando apenas com as mensalidades pagas pelos alunos.

O valor da mensalidade em cada ano lectivo é calculado tendo por base uma estimativa de custos e que engloba, por exemplo, as seguintes áreas:

  • Remuneração de professores e colaboradores;
  • Limpeza e manutenção dos espaços;
  • Água, eletricidade, comunicações, aquecimento, etc..;
  • Aluguer de espaços para audições;
  • Aquisição e renovação de material didático (por ex.: instrumentos musicais);

Após o cálculo deste valor, o mesmo é dividido pelo número de alunos previstos, e a seguir pelo número de mensalidades a pagar no ano lectivo. Assim, chegamos a um valor de mensalidade que é igual ao longo do ano lectivo e reflete o custo do aluno para a Escola.

Se porventura, optássemos por “reduzir” as mensalidades em meses com interrupções lectivas, como é o caso do período do Natal e da Páscoa, esta situação acabaria por traduzir-se no seguinte:

  • Em vez de se dividir o custo anual por 9 meses para obter o valor da mensalidade, em alternativa, teríamos de dividir por menos meses (7 meses e 2 meios meses = 8 meses).
  • A primeira consequência desta alternativa seria uma mensalidade mais elevada (+12,5%), embora com reduções nos períodos do Natal e da Páscoa. No entanto, o aluno iria pagar ao longo do ano lectivo o mesmo montante que na modalidade atual.

É neste sentido que mantemos o que está previsto no regulamento interno, ou seja, as interrupções letivas não conferem qualquer desconto na mensalidade.

De acordo com o regulamento em vigor, as mensalidades deverão ser liquidadas até ao dia 10 de cada mês.

Após o dia 15 de cada mês, o aluno incorre numa penalização de 25% sobre o valor da mensalidade em dívida.

De acordo com os procedimentos internos adotados pelo Centro Social Paroquial de Barcarena, do qual faz parte a Escola de Música de Barcarena, todos os alunos que não regularizem o pagamento da mensalidade até ao último dia útil do mês ficarão automaticamente com as suas inscrições suspensas e impedidos de frequentar as aulas no mês seguinte.

A suspensão será levantada apenas após liquidação total dos valores em dívida.